FACEBOOK RESTRINGE SISTEMA APÓS PERMITIR ANÚNCIOS DIRECIONADOS A ANTISSEMITAS

Facebook se envolveu em uma polêmica com seu sistema de anúncios. Uma investigação da ProPublica, organização jornalística sem fins lucrativos dos Estados Unidos, mostrou que a rede social permitia a criação de propagandas direcionadas para pessoas que expressavam interesse em Continuar lendo

FACEBOOK ANUNCIA NOVIDADES PARA MESSENGER, REALIDADE AUMENTADA, SENHAS E MAIS

A F8, conferência anual do Facebook, está ocorrendo hoje em San Jose (EUA), onde Mark Zuckerberg e outros executivos apresentaram novidades para diferentes iniciativas da rede social — isso inclui o Messenger, realidade aumentada e virtual, e até recuperação de senhas. Continuar lendo

FACEBOOK ADMITE ERRO EM MÉTRICAS DE ENGAJAMENTO DA REDE SOCIAL

O Facebook reportava algumas métricas erradas de engajamento para publishers, informou a companhia em um blog post nesta quinta-feira (16). A rede informou que calculava errado a contagem de visualizações de alguns de seus sistemas de relatório de anúncios.

Nós descobrimos um bug no Page Insights [cujo equivalente em português é Informações]. Em um dos painéis Páginas, um resumo que mostrava o alcance orgânico nos últimos 7 ou 28 dias era calculado de forma errada, exibindo apenas a soma diária de alcance em vez de somar os visitantes repetidos durante estes períodos (repare no círculo vermelho na captura de tela abaixo).

Aqui a imagem:

erro-metrica-facebook

Continua o Facebook em seu post:

O resumo dos números dos últimos 7 dias no painel de visão geral será 33% menor que a média, e no dos últimos 28 dias será 55% menor; dados dos outros campos não foram afetados pelo erro. A falha ocorre desde maio; nós iremos consertá-la nas próximas semanas.

Em outras palavras, o Facebook mostrava dados que inflava o número de usuários atingidos organicamente de uma página. O Facebook também admitiu erros na forma como os anúncios em vídeo eram contados, em tempo gasto em publicações com Instant Article (ferramenta da rede social para fazer páginas carregarem mais rápido) e em links provenientes de apps.

Esta não é a primeira vez que o Facebook admite culpa sobre métricas na rede social. Em setembro, a empresa informou que estava superestimando a métrica de “duração média de visualização” de 60% a 80%.

A empresa agora diz que vai trabalhar com terceiros para verificar seus dados. Por exemplo, a companhia está fazendo uma parceria com a Nielsen para contar melhor visualizações do Facebook Live. Lógico, este tipo de conversa não tem significado tão grande, pois a caixa preta das métricas do Facebook é ainda controlada inteiramente pela própria companhia.

Com a aparição de mais problemas envolvendo suas métricas, o Facebook mostra que não está tendo uma boa semana.

A empresa tem sido alvo de críticas nos Estados Unidos pelo papel desempenhado em não tentar coibir notícias falsas de serem propagadas, com medo de uma possível dos conservadores, como revelado pelo Gizmodo US. Agora, a companhia tem sido alvo de várias críticas pela forma como deveria ter lidado com este problema de sites de notícias falsos— a coisa está tão grave que até funcionários da companhia estão revoltados com a falta de ação da rede.

Fonte: Gizmodo